Páginas

terça-feira, 17 de abril de 2012

O que estão fazendo com o Evangelho?


"Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema".Gl.1:9

Com tantas linhas de pensamento que circundam o pensamento teológico-cristão, julgo necessário trazer um breve alerta a respeito de algumas doutrinas e pensamentos que podem, sutilmente, interferir na doutrina bíblica. Assim como estamos vivenciando as interferências destas doutrinas ou pensamentos, os Pais da igreja também enfrentaram seus embates com doutrinas anti-bíblicas da época, tais como: montanismo, marcionismo, gnosticismo, docetismo, ebionismo, entre outras.

Como professores da EBD, precisamos nos inteirar destes conceitos e saber diferenciá-los, tendo a Bíblia como nossa única regra de fé.


TEÍSMO – Crença em um Deus criador, onipotente, capaz de realizar tudo sem a ajuda de ninguém; onisciente, ou seja, Aquele que tudo conhece; detém infinita liberdade e suprema generosidade. Neste sentido, o teísmo se contrapõe ao ateísmo, que não acredita na existência de uma divindade suprema. Dentro do teísmo temos as vertentes monoteístas (crença em um único Deus), politeístas (crença em vários deuses) e henoteístas (crença em um Deus superior, porém sem ignorar a existência de outros deuses).


DEÍSMO – um termo que pode trazer confusão, pois a palavra Deus no latim é dei, porém o deísmo expressa uma posição filosófica e também religiosa que aceita a ação divina na criação do mundo, convicção esta conquistada, não por revelações de Deus, mas sim pela compreensão racional da divindade, uma percepção que parte do conhecimento das leis que regem a vida e a natureza.


PANTEÍSMO – deriva do grego pan, que tem o sentido de tudo; e de theos, que significa Deus - tudo é Deus. Segundo esta doutrina, Deus está presente em todo o universo, em cada elemento; defende igualmente a existência de várias divindades ligadas aos mais variados componentes da natureza.


GNOSTICISMO - da palavra grega gnose: conhecimento. Prega que o mundo foi criado por uma divindade imperfeita e que, por isso, a vida na Terra era apenas uma forma maléfica usada para aprisionar o espírito humano e que o bem só seria alcançável em um nível espiritual.


AGNOSTICISMO - a crença de que a existência de Deus é impossível de ser conhecida ou provada. A palavra agnóstico significa sem conhecimento. O agnosticismo argumenta que a existência de Deus não pode ser provada ou deixar de ser provada, ou seja, é impossível saber se Deus existe.


O QUE A BÍBLIA DIZ:

Essencialmente, a Bíblia nos fala de um único Deus (Is. 64:4; Rm. 16:27; 1Tm. 1:17), onipotente, onipresente e onisciente (Sl. 139), o qual criou a Terra e tudo que há nela. Ainda nos fala que andamos por fé e não por vista (2Co. 5:7; Hb. 11:6). Deus se revela aos pequenos e simples (1Co. 1: 18 – 21; Lc. 10:21).

Não devemos lutar com armas, muito menos com ofensas verbais, porque nossas armas são espirituais (2Co. 10: 4, 5). O é que espiritual, somente pode ser entendido através de uma comunhão íntima com o Espírito de Deus (1Co. 2: 11-16).

Finalizo com um pensamento do Pr. Augustus Nicodemos – “O evangelho sempre será loucura para o homem não regenerado. Todavia, Cristo e os apóstolos não queriam que os cristãos dessem ao mundo motivos para que nos chamassem de loucos, a não ser pela pregação da cruz”. (Livro: Ateísmo Cristão e outras ameaças à Igreja).


Por Natanael Lima

2 comentários:

SETEQUE disse...

Belo trabalho.
Deus abençoe.
Visite nosso blog.
Acompanhe!
Graça e paz.

Natanael Lima disse...

Amém querido(a).

Deus abençoe! Farei a visita em breve.